Vacinação contra Aftosa na Bahia deve atingir mais de três milhões de animais

O lançamento oficial da segunda etapa da Campanha Contra a Febre Aftosa, reuniu produtores, profissionais da ADAB (Agência Estadual de Defesa Agropecuária), MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento), e imprensa em uma fazenda da Região Metropolitana de Salvador, na manhã dessa segunda-feira (4). A meta é vacinar cerca de 3,5 milhões de animais de até vinte e quatro meses de idade, com o objetivo de proteger o plantel baiano. ”Mas é preciso que todos se unam nessa luta para manter o status da Bahia. Estamos caminhando para Zona Livre da Aftosa sem Vacinação”, reforçou o diretor-geral da ADAB, Maurício Bacelar.

Esse ano, o produtor vai utilizar a dose de 2 ml da vacina, no  entanto, é fundamental atentar para alguns detalhes relativos à higiene do local onde é realizado o procedimento, aquisição das vacinas em locais credenciados, transporte e armazenamento adequados, limpeza das seringas e substituição da agulha a cada dez vacinas, entre outros cuidados, como lembra o Coordenador do Programa Nacional de Erradicação da Febre Aftosa (PNEFA/BA), Antônio Maia. “Os cuidados são imprescindíveis para evitar reação nos animais e a eficácia da dose, lembrando que os recém nascidos também precisam ser vacinados”.

A produtora Ivete Andrade destaca o empenho da ADAB. “Adotamos todos os procedimentos recomendados e preferimos, desde o início da Campanha, vacinar e declarar os animais para salvaguardar o nosso rebanho e também o status não só da Bahia, mas assegurar a sanidade dos animais que circulam em todo o Brasil. A orientação e a capacitação dos empregados e produtores para a vacina é muito importante”.

O diretor de Defesa de Sanidade Animal da ADAB, Carlos Augusto Spínola, destaca a importância do trabalho da agência para estender a vacinação em locais onde a cobertura deve ser superior nessa etapa. “Nossas equipes estão percorrendo a Bahia, orientando os produtores, especialmente os agricultores familiares, que mais precisam de informação”.

“A Bahia está livre da Aftosa há 22 anos graças ao trabalho de reconhecida competência desenvolvido pela ADAB. A cada Campanha, temos ampliado nossas metas. A trajetória é evolutiva e isso é motivador”, assinala o Superintendente Federal da Agricultura na Bahia, Paulo Emílio Torres.

A Campanha contra a Febre Aftosa o acontece até o dia 30 de novembro e após vacinados, todos os animais da fazenda (vacinados nessa etapa ou não) deverão ser declarados no escritório da ADAB ou no site da autarquia, sob pena de multa, em torno de R$ 53 por cada animal sem vacinação.

Fonte: ASCOM – ADAB

  • Compartilhe:

© Copyright 2019 - Leite Oeste Bahia